NOTÍCIAS
compartilhar este link
Briga de Titãs

28/11/2016 15:17:21
Taeq lança Cajuína Orgânica

17/11/2016 15:22:32
Morre Toninho Pratinha

21/10/2016 16:50:20
O futuro da Hanjin à deriva

04/10/2016 14:24:25
Ameaça de embargo

22/08/2016 14:58:11
Cuidados no pomar

04/08/2016 13:03:39
Sufresh FLIP chega ao mercado

20/07/2015 12:58:49
O suco que bate um bolão

16/03/2015 18:03:36
Consumo em queda

04/03/2015 09:06:51
O supersuco da Purity Organic

02/12/2014 15:27:46
Zone 8 lança chás premium

28/11/2014 17:29:15
Alta interrompida

25/11/2014 18:50:14
Suco volta a subir na Bolsa

21/10/2014 19:19:55
Edeka veta transgênicos

15/09/2014 07:37:58
Uma salada para beber

12/09/2014 13:02:00
O novo suco da Mello

09/09/2014 12:51:19
Suco volta a cair

08/09/2014 12:50:22
Suco volta a fechar em baixa

02/09/2014 12:47:06
Demanda enfraquece cotações

28/08/2014 12:37:42
A nova onda da Campbell

28/08/2014 12:36:27
O super suco da Juxx

28/08/2014 12:34:27
Vita Coco quer reinar na China

25/08/2014 12:29:49
O suco das Arábia

20/08/2014 12:28:16
Safra farta no Marrocos

18/08/2014 12:27:09
A laranja gigante

14/08/2014 12:21:44
Suco volta a subir na Bolsa

14/08/2014 12:21:44
Produção estável no Sul

06/08/2014 12:15:39
Mercado em baixa

05/08/2014 12:15:39
Laranja menor, lucros maiores

30/07/2014 11:56:33
Tempestade na demanda

29/07/2014 11:56:33
Suco estável

28/07/2014 11:56:33
Sem tempestade no radar

24/07/2014 11:56:33
Medo do furacão

22/07/2014 11:56:33
Em busca de direções

17/07/2014 12:16:24
Suco recua em NY

10/07/2014 11:49:32
Clima de alta

03/07/2014 11:44:03
Tempestades vem, suco sobe

02/07/2014 11:44:03
Queda mantida

30/06/2014 11:42:27
Queda se mantém

26/06/2014 11:19:54
Em busca de novas plantas

24/06/2014 11:19:54
A ciência gordurosa

24/06/2014 11:19:54
A próxima revolução verde

23/06/2014 11:19:54
O novo Captain Citrus

18/06/2014 10:54:40
Laranja para curtir

28/05/2014 10:45:00
Cai a demanda por mandarins na Espanha

Freshplaza - 19/02/2015 - Produtores de laranjas também encontram dificuldades em fechar novos contratos

O volume de vendas de tangerinas mandarim caíram na sexta semana do ano na Espanha, de acordo com o relatório de monitoramento da indústria citrícola, publicado pelo Observatório de Preços e Mercados do Governo da Andaluzia. O levantamento levou em conta dados da semana que vai de 2 a 8 de fevereiro. A análise confirma também que a situação para laranjas permanece inalterada, com muitas dificuldades para fechar contratos de vendas, enquanto o mercado de limões continua a ser marcado pela estabilidade.

As vendas de mandarim na origem estagnaram devido à queda no consumo. No momento, as variedades colhidas incluem a Nova, Ortanique e Afourer, assim como lotes de Harnandina (variedade Clementina tardia). A variedade Afourer registrou baixos preços no período avaliado, entre 70 centavos de Euro e 80 centavos de Euro o quilo, em média.

Laranjas

Em relação às laranjas, o Governo da Andaluzia confirmou as baixas vendas da variedade Salustiana para o consumo in natura. Na sexta semana do ano, volumes significativos de Salustiana entraram no mercado, principalmente porque a temporada por lá tem uma grande porcentagem de frutos de grande calibre, os quais não são muito apreciados para consumo in natura.

Notícias vindas das regiões produtoras de variedades Navelate-Lanelate apontaram uma redução na produção em comparação com as temporadas anteriores, com preços na origem acima das outras variedades. Os comerciantes ouvidos durante o levantamento têm dúvidas sobre se os preços permanecerão nesses níveis com o avanço da temporada.

Também na mesma semana, a tendência que marcou a campanha da laranja permanece inalterada, por causa da falta de demanda e baixo consumo. As vendas de laranjas Navelinas seguem e a essa altura, já devem estar quase que completas. As vendas de Navelate-Lanelate, por outro lado, devem estar prestes a começar.

Para as variedades Salustianas, as empresas consultadas destacam duas circunstâncias. Primeiro, que as vendas não são tão fluidas como em campanhas prévias e em segundo, há um percentual maior de frutas de grande calibre, que serão usadas pela indústria processadora para fabricar suco.

Já para os limões, a situação é a mesma do que na semana 5, tanto em termos de volume de colheita como em preços pagos por eles. Cada vez menos as fazendas têm frutas para venda. Alguns produtores ainda estavam esperando o fim da colheita das frutas vendidas para avaliar o cenário.