NOTÍCIAS
compartilhar este link
Briga de Titãs

28/11/2016 15:17:21
Taeq lança Cajuína Orgânica

17/11/2016 15:22:32
Morre Toninho Pratinha

21/10/2016 16:50:20
O futuro da Hanjin à deriva

04/10/2016 14:24:25
Ameaça de embargo

22/08/2016 14:58:11
Cuidados no pomar

04/08/2016 13:03:39
Sufresh FLIP chega ao mercado

20/07/2015 12:58:49
O suco que bate um bolão

16/03/2015 18:03:36
Consumo em queda

04/03/2015 09:06:51
O supersuco da Purity Organic

02/12/2014 15:27:46
Zone 8 lança chás premium

28/11/2014 17:29:15
Alta interrompida

25/11/2014 18:50:14
Suco volta a subir na Bolsa

21/10/2014 19:19:55
Edeka veta transgênicos

15/09/2014 07:37:58
Uma salada para beber

12/09/2014 13:02:00
O novo suco da Mello

09/09/2014 12:51:19
Suco volta a cair

08/09/2014 12:50:22
Suco volta a fechar em baixa

02/09/2014 12:47:06
Demanda enfraquece cotações

28/08/2014 12:37:42
A nova onda da Campbell

28/08/2014 12:36:27
O super suco da Juxx

28/08/2014 12:34:27
Vita Coco quer reinar na China

25/08/2014 12:29:49
O suco das Arábia

20/08/2014 12:28:16
Safra farta no Marrocos

18/08/2014 12:27:09
A laranja gigante

14/08/2014 12:21:44
Suco volta a subir na Bolsa

14/08/2014 12:21:44
Produção estável no Sul

06/08/2014 12:15:39
Mercado em baixa

05/08/2014 12:15:39
Laranja menor, lucros maiores

30/07/2014 11:56:33
Tempestade na demanda

29/07/2014 11:56:33
Suco estável

28/07/2014 11:56:33
Sem tempestade no radar

24/07/2014 11:56:33
Medo do furacão

22/07/2014 11:56:33
Em busca de direções

17/07/2014 12:16:24
Suco recua em NY

10/07/2014 11:49:32
Clima de alta

03/07/2014 11:44:03
Tempestades vem, suco sobe

02/07/2014 11:44:03
Queda mantida

30/06/2014 11:42:27
Queda se mantém

26/06/2014 11:19:54
Em busca de novas plantas

24/06/2014 11:19:54
A ciência gordurosa

24/06/2014 11:19:54
A próxima revolução verde

23/06/2014 11:19:54
O novo Captain Citrus

18/06/2014 10:54:40
Laranja para curtir

28/05/2014 10:45:00
Concentração do varejo reduz força de produtores de alimentos nas vendas

Folha de S. Paulo - 27/06/14 - Na média, os cinco maiores varejistas do mundo detêm 73% do comércio. Em 2000 esse índice era de 63%

A vida dos produtores de alimentos e das indústrias processadoras fica cada vez mais difícil na hora de vender. Os que estão do outro lado, os grandes grupos compradores, estão se concentrando cada vez mais.
Em 2000, os cinco principais varejistas da Alemanha detinham 66% do mercado de varejo de alimentos. No ano passado, esse percentual atingiu 76%. Na França, a evolução foi de 70% para 73%, enquanto nos Estados Unidos subiu de 43% para 49%. Na média, os cinco maiores varejistas do mundo detêm 73% do comércio, acima dos 63% de 2000.
A concentração não ocorre apenas lá fora. Os cinco maiores varejistas do Brasil detinham 41% do mercado em 2000, mas agora já estão com 53%. Já Israel tem a maior concentração, com os cinco principais varejistas detendo 100% do mercado.
Os números fazem parte de estudo sobre concentração de varejo nos principias países desenvolvidos feito pela Markestrat, com dados da Tetra Pak e da Euromonitor.
O faturamento dos cinco maiores varejistas do mundo ultrapassa a economia de vários países. Em 2013, atingiu US$ 983 bilhões. Já o volume financeiro que passa pelos quatro grandes blocos varejista de compra –e que atuam em 86 países– atinge US$ 677 bilhões por ano.
Ibiapaba Netto, diretor-executivo da CitrusBR (Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos), afirma que os compradores estão cada vez mais fortes, o que dificulta em muito as negociações dos processadores.
Ele cita o exemplo do suco, que tem Alemanha, Rússia e França como mercados importantes. A concentração já atinge 72% nesses mercados.