NOTÍCIAS
compartilhar este link
Marketing de US$ 5 milhões

07/07/2020 10:01:25
Tarifa abre disputa na Espanha

26/06/2020 10:10:33
Greening assusta Califórnia

11/02/2020 10:36:02
Bem vindo, suco de laranja

10/02/2020 10:54:48
Limão azedo na Argentina

29/01/2020 14:41:02
Notícias pelo mundo

13/12/2019 16:40:13
Notícias pelo mundo

06/12/2019 16:45:44
Notícias pelo mundo

29/11/2019 16:49:04
Clima favorece pomares

08/02/2019 11:36:47
Greening perto de zero

21/05/2018 11:12:28
08/10/2020
Citricultura se consolida como modelo de preservação ambiental

Canal Rural - Como a produção de laranja no Estado de São Paulo conseguiu adotar um modelo produtivo que permite reduzir áreas de produção, aumentar reservas de mata protegida e ainda assim elevar sua produtividade em 210%

A citricultura paulista, que em 2019 foi uma das principais culturas geradoras de emprego do Estado de São Paulo, com 46,7 mil admissões segundo dados do CAGED, também tem se mostrado um verdadeiro patrimônio ambiental. Um levantamento feito pelo FundeCitrus, centro de pesquisa que reúne produtores e indústria, mostra que nos últimos 30 anos o setor reduziu sua área produtiva em 40%, passando de 631 mil hectares em 1988 para 376 mil hectares na atual safra. No mesmo período, a produtividade passou de 13,75 toneladas por hectare para uma média de 42,64 toneladas de laranja por hectare, um salto de 210%. “Nos últimos anos a citricultura tem evoluído com uso de tecnologias e sistemas de plantio mais eficientes, o que permitiu aumentar a produção, utilizando menos recursos naturais”, explica o diretor-executivo da CitrusBR, Ibiapaba Netto.

Com uma produção mais eficiente, o setor conseguiu garantir uma produção em harmonia com a biodiversidade. Dados do FundeCitrus, cruzados com informações do Cadastro Ambiental Rural (CAR) e do IBGE, mostram que na safra 2019/2020 as propriedades com Citrus somavam 181.750 hectares de mata nativa. Considerando que a área plantada total de laranjas é de 459.058 hectares, para cada 2,52 hectares plantados com Citrus, 1 hectares é ocupado com área de floresta.

Outro aspecto que mostra a sustentabilidade do setor é a produção consorciada com mel. Nos últimos 10 anos, a produção de mel nas áreas de laranja do Estado de São Paulo cresceu 136%. Com uso de tecnologias e aplicação racional de defensivos químicos, o mel produzido nessa área corresponde atualmente a 84% da produção paulista do produto.

O cuidado com a natureza não tirou a competividade da cadeia produtiva. Na última safra o volume produzido foi de 376 mil caixas de laranja de 40,8kg, de acordo com o FundeCitrus. Isso representa um crescimento de produção de 80% ante as 213 milhões de caixas produzidas em 1988. “A citricultura paulista hoje possui um modelo sustentável que permite conciliar a proteção ao meio ambiente com a produção em alta escala que permite o Brasil responder por 31% da produção mundial de laranja , 58% da produção mundial de suco de laranja e 74% do comércio internacional de suco de laranja”, ressalta Netto  

Clique no link e assista ao vídeo