NOTÍCIAS
compartilhar este link
Notícias pelo mundo

06/12/2019 16:45:44
Notícias pelo mundo

29/11/2019 16:49:04
Clima favorece pomares

08/02/2019 11:36:47
Greening perto de zero

21/05/2018 11:12:28
NOTA: CitrusBR e o Consecitrus

22/09/2017 16:11:36
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
10/06/2019
Exportações de citros a Ásia aumentam

Fresh Plaza - 10/06/2019 - As laranjas do hemisfério sul são um produto particularmente importante para o mercado chinês, representando cerca de 6,29% do total das importações chinesas de frutas em valor e 8,03% em volume em 2018


Os países do Hemisfério Sul desempenham um papel cada vez mais importante nas exportações de frutas para a Ásia, respondendo por 36% do volume total exportado. Países como, Chile, África do Sul, Nova Zelândia, Austrália e Peru estão entre os principais exportadores para os mercados asiáticos.

Com relação às exportações de frutas da China para esses países, o Chile representa cerca de 24%, sendo o principal país exportador, a Nova Zelândia é o quinto maior país exportador com 6,36%, seguido pela Austrália 4,75%, África do Sul 3,34%, e Peru 3,24%, tornando-se fornecedores importantes em termos de valor, de acordo com as estatísticas oficiais da Alfândega da China no ano passado.

Em termos de produções de citrinos, as clementinas, tangerinas e limões apresentaram um crescimento, de 4,3% em volume ao ano. Enquanto a taxa de crescimento de laranjas manteve-se relativamente estável ao longo dos últimos anos, o crescimento foi de 1%. Entre 2017/2018, a produção total de clementinas e mandarinas foi de 36,3 milhões de toneladas, dos quais 91% originados no Hemisfério Norte, principalmente na China com 64% de produção no Hemisfério Norte, e 9% no Hemisfério Sul. A produção global total de laranjas durante o mesmo período foi de 82 milhões de toneladas, das quais 70% originadas no Hemisfério Norte e 30% no Hemisfério Sul.

As laranjas são um produto particularmente importantes para o mercado chinês, representando cerca de 6,29% do total das importações chinesas de frutas em valor e 8,03% em volume em 2018, segundo estatísticas oficiais. No ano de 2017, a África do Sul foi o maior exportador de laranjas para a China continental, representando 34% do volume total, e o maior exportador conjunto de laranjas para Hong Kong com os Estados Unidos. Ambos representaram 30% do volume total, segundo dados do Manual de Estatística do Congresso da Ásia. 

No entanto, apesar desse forte crescimento em volume, os exportadores sul-africanos enfrentam altas tarifas em toda a Ásia devido à falta de acordos comerciais entre a África do Sul e os países asiáticos, que têm crescimento limitado em valor.