NOTÍCIAS
compartilhar este link
Greening perto de zero

21/05/2018 11:12:28
NOTA: CitrusBR e o Consecitrus

22/09/2017 16:11:36
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
As gigantes fazem suas apostas

09/08/2016 12:29:03
A problemática fila da Anvisa

25/07/2016 12:44:28
Vem aí o suco expresso?

19/07/2016 14:17:06
O vale dourado da Sun Pacific

11/07/2016 16:30:25
06/09/2018
Acordo entre UE e Canadá dobra a exportação de frutas

Fresh Plaza - 06/09/2018 - Já no primeiro semestre deste ano o volume de exportações de frutas cítricas aumentou em 113,2%, devido ao acordo comercial entre os dois países


As exportações de frutas cítricas da União Europeia para o Canadá praticamente dobraram no primeiro semestre desse ano em relação ao mesmo período do ano anterior, de acordo com dados do governo canadense. O aumento é resultado direto do acordo comercial (CETA), firmado entre o bloco europeu e o país.

No primeiro semestre de 2018, o volume de exportações espanholas de citrinos teve um aumento de 113,2%, passando de 23.259.726 milhões de euros, o equivalente a R$ 112,7 milhões para 49.599.172 milhões de euros, o equivalente a R$ 240,3 milhões no mesmo período do ano passado. 

É fato que as exportações de citrinos entre janeiro e junho de 2018 superaram até mesmo as exportações totais de laranja e limões de todo o ano de 2017, cujo volume negociado foi de 47.549.563 milhões de euros, equivalente a R$ 230,4 milhões.

A eurodeputada, Inmaculada Rodriguez-Piñero, expressou tamanha satisfação com a evolução das exportações espanholas de citrinos para o Canadá. Ela afirmou que “a realidade tem mostrado pontos positivos para as empresas espanholas em geral e para os valencianos em particular, já que o acordo permitiu que em um ano os números de um dos principais setores econômicos aumentassem, como o setor cítrico”.

A deputada também fez referência aos dados do último relatório da Câmara de Comércio da Comunidade Valência que em concordância com os dados do governo canadense revelaram como as exportações de frutas frescas do Canadá tiveram variação estimada em 23 milhões de euros, o equivalente a R$ 111,3 milhões, um aumento de 126,87%.