NOTÍCIAS
compartilhar este link
Greening perto de zero

21/05/2018 11:12:28
NOTA: CitrusBR e o Consecitrus

22/09/2017 16:11:36
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
As gigantes fazem suas apostas

09/08/2016 12:29:03
A problemática fila da Anvisa

25/07/2016 12:44:28
Vem aí o suco expresso?

19/07/2016 14:17:06
O vale dourado da Sun Pacific

11/07/2016 16:30:25
10/08/2018
Flórida: Hormônio vegetal pode combater o greening

Fresh Plaza - 10/08/2018 - Estudos afirmam que esse tipo de fitormônios, além de auxiliar no controle da doença de frutas cítricas, também ajuda a reduzir o número de quedas de laranjas das árvores


Uma pesquisa realizada por cientistas da Universidade da Flórida, mostra que um grupo de hormônios vegetais, também conhecidos como fitormônios, pode ajudar os agricultores no combate ao greening, uma das piores doenças da citricultura. O trabalho que está sendo desenvolvido por pesquisadores e coordenado por Fernando Alférez, professor de Horticultura do Instituo de Alimentos e Ciências Agrárias da Flórida (UF/IFAS), possui o objetivo de estudar os efeitos do homobrassinolídeo (HBr), um tipo de hormônio de planta em árvores infectadas com esverdeamento citrino. “Nas primeiras investigações, identificamos alguns efeitos positivos do HBr na saúde das árvores cítricas e na produção de frutas”, afirma Alférez.

O greening é causado pela bactéria Candidatus liberibacter asiaticus e afeta diversos pomares de citros no mundo todo. Para Alférez, o hormônio não reduziu as bactérias das árvores, mas os cientistas têm visto indicadores de melhoria na saúde das plantas, como mais clorofila “pigmentos fotossintéticos presente nas plantas”. De acordo com o professor, isso indica que o tratamento pode tornar as árvores cítricas mais tolerantes ao greening.

“Isso, por sua vez, pode se traduzir na melhoria geral da saúde das árvores e dos rendimentos mais altos”, continua, “Por estas razões, nesta temporada estudaremos o potencial do HBr como uma nova ferramenta de gerenciamento para melhorar a saúde das árvores e gerenciar novas folhas e floradas”. 

Pesquisas apontam que, com o uso do hormônio, o fruto amadurece rápido e aumenta seu peso em 20%, segundo Alférez. Esse tipo de hormônio também ajuda a reduzir o número de laranjas que caem das árvores. Nas que são tratadas, os cientistas observaram um aumento significativo de 15% a 20% no número de frutas.

Embora o HBr esteja disponível comercialmente na Flórida e possa ser usado nas plantações de citros do Estado, os pesquisadores continuam investigando seus efeitos sobre o combate do greening, antes de fazer recomendações finais aos produtores.

Ele ainda acrescenta que, “além disso, acelerar a coloração da pele abre possibilidades interessantes para gerenciar o amadurecimento da fruta” e “é fácil ver que pode ser uma ferramenta também para a produção de frutas frescas, onde a cor é de grande importância”.