NOTÍCIAS
compartilhar este link
Greening perto de zero

21/05/2018 11:12:28
NOTA: CitrusBR e o Consecitrus

22/09/2017 16:11:36
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
As gigantes fazem suas apostas

09/08/2016 12:29:03
A problemática fila da Anvisa

25/07/2016 12:44:28
Vem aí o suco expresso?

19/07/2016 14:17:06
O vale dourado da Sun Pacific

11/07/2016 16:30:25
30/07/2018
Nigéria apoia setor de fabricação de suco

IEG Vu - 30/07/2018 - Conselho de Pesquisa e Desenvolvimento da Nigéria já doou 20 mil mudas. Objetivo é incentivar agricultores a produzir frutas com padrões globais de qualidade


O Conselho de Pesquisa e Desenvolvimento de Matérias-Primas da Nigéria (RMRDC) doou até agora cerca de 20 mil mudas melhoradas para agricultores com o intuito de impulsionar o subsetor de suco de frutas do país. 

De acordo com um relatório do jornal de liderança do país, o diretor-geral da RMRDC, Dr. Hussaini Doko Ibrahim, disse que a agência distribuiu mudas de manga e cítricos para tentar melhorar a vida útil das frutas e reduzir as perdas pós-colheita. 

As mudas foram produzidas em 2017 e distribuídas no segundo trimestre deste ano, no período em que as chuvas se instalaram nos pomares. Além disso, no começo de maio, 4 mil mudas de duas variedades de manga foram distribuídas aos agricultores na cidade de Ogbomoso, Estado de Oyo.

Segundo Ibrahim, “Esta ação será continuada anualmente até que os materiais de plantio adequados estejam disponíveis em quantidades propícias e sustentáveis”.

Além de capacitar agricultores e atender aos padrões globais de processamento de suco de frutas, a RMRDC firmou parceria com outras agências do governo federal para desenvolver mudas com melhores variedades para reduzir as perdas pós-colheita. 

Para resolver alguns dos problemas enfrentados pelas indústrias do setor, a RMRDC, em colaboração com o grupo de sucos de frutas do setor de alimentos, bebidas e tabaco da Associação de Fabricantes da Nigéria (MAN), organizou um fórum de stakeholders sobre terceirização de matérias-primas para a indústria de suco de frutas. Já que os produtores de suco de frutas reclamam da falta de matérias-primas de qualidade para a produção. 

No passado, o governo da Nigéria proibia a importação de sucos de frutas em embalagens de varejo, como, sucos de frutas, frutas frescas e secas, com o objetivo de incentivar a produção local. Porém, as condições climáticas nigerianas e a infraestrutura precária significam que 30% a 50% das frutas costumam ficar estragadas antes de chegarem a processadores e consumidores.

Ibrahim acrescentou que “O conselho está atualmente elaborando modalidades para garantir que os agricultores participantes recebam outros insumos necessários, como produtos químicos e armadilhas para insetos, tentando assim evitar a infestação das frutas e árvores frutíferas. Além do monitoramento efetivo das fazendas para garantir a conformidade com as melhores práticas globais.”

O conselho também planeja importar equipamentos concentradores de suco, a fim de aumentar a capacidade de produções locais.