NOTÍCIAS
compartilhar este link
Greening perto de zero

21/05/2018 11:12:28
NOTA: CitrusBR e o Consecitrus

22/09/2017 16:11:36
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
As gigantes fazem suas apostas

09/08/2016 12:29:03
A problemática fila da Anvisa

25/07/2016 12:44:28
Vem aí o suco expresso?

19/07/2016 14:17:06
O vale dourado da Sun Pacific

11/07/2016 16:30:25
06/07/2018
Produção de citros cresce 4% em Andaluzia

Fresh Plaza - 06/07/2018 - Comunidade autônoma da Espanha, obteve aumento considerável entre os períodos de 2017/2018


A produção de citrinos de Andaluzia, comunidade autônoma da Espanha, atingiu em 2017 e 2018 cerca de 2,15 milhões de toneladas, 4% a mais do que a produção final da última temporada, de acordo com os dados de junho do Ministério da Agricultura, Pescas e Desenvolvimento Rural. 

Este aumento contrasta com o decréscimo verificado no resto da Espanha, onde, segundo as estimativas, a cultura diminui 10% no seu conjunto, e nas outras áreas produtoras, com 20% a menos na Comunidade Valenciana e uma queda de 4% em Múrcia.

No período de 2017/2018, a produção de laranja de Andaluzia representou 48% da produção nacional e um aumento de 8,7% em relação à media das últimas quatro safras, o que representa um aumento de 6,9% em relação à capacidade de frutas cítricas feitas em outubro. Estes resultados positivos devem-se principalmente a um bom desenvolvimento da cultura, com um florescimento aceitável e um conjunto de frutos na primavera. Do total de citros colhidos, 75% das colhidas (1,60 milhões de toneladas) correspondem a laranjas doces, 18% (396.463 toneladas) com tangerinas e 5% (108,208) com limões. O resto é distribuído entre grapefruit, laranja amarga, limão e frutas cítricas.  

Já em relação aos dados da safra passada, a produção de laranja e tangerina aumentou 2,3% e 12,7% respectivamente, enquanto os dados apontam para a queda na produção de limão, que está encerrando a safra.

As províncias de Málaga (35,5%), Sevilha (6,1%) e Córdoba (5,1%) aumentaram a sua produção, já Huelva permanece praticamente inalterada e no resto a produção de citrinos diminuiu.

Em Sevilha e Córdoba a produção de laranja doce teve aumento em 4,2% e 7,1%, respectivamente. Além disso, a mandarina cresceu em Huelva (21,1%) e em Sevilha (23,6%), e o limão em Almeria (6,3%). Com 41% da produção de Andaluzia, Sevilha é a principal província produtora do setor e, junto com Huelva, representa 65% da produção regional de citrinos.