NOTÍCIAS
compartilhar este link
NOTA: CitrusBR e o Consecitrus

22/09/2017 16:11:36
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
As gigantes fazem suas apostas

09/08/2016 12:29:03
A problemática fila da Anvisa

25/07/2016 12:44:28
Vem aí o suco expresso?

19/07/2016 14:17:06
O vale dourado da Sun Pacific

11/07/2016 16:30:25
Lista PIC

21/05/2015
Greening causa perdas na China

17/04/2015 15:30:27
Heinz e Kraft anunciam fusão

26/03/2015 17:11:06
Uma doutora em defesa do suco

09/03/2015 15:48:52
Um viva para os benefícios

02/03/2015 15:03:31
Modelo Consecitrus II

04/02/2014 16:13:00
Mais verba contra o greening

03/02/2014 11:12:00
Produção em queda

10/12/2013 15:43:00
Momento de unir forças

01/11/2013 12:43:00
A safra de Steger

19/08/2013 19:09:00
Informação compartilhada

09/08/2013 11:09:00
19/05/2017
CitrusBR divulga dados de fechamento da safra 2017/2018



Clique para download do arquivo


COMPROMISSO DE TRANSPARÊNCIA

O documento a seguir é dividido em duas partes. A primeira traz informações relativas à safra 2016/2017 finalizada em abril de 2017. A segunda parte traz informações relativas à estimativa da safra 2017/18 realizada pelo Fundo de defesa da citricultura (Fundecitrus).

Dados de fechamento da safra 2016/2017

Em compilação realizada de forma individual e sigilosa por auditoria independente, a Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos (CitrusBR), traz informações relativas à safra 2016/2017 cujo processamento encerrou-se em abril de 2017:

• Processamento total de laranja na safra 2016/2017 em caixas de 40,8 quilos;
• Rendimento industrial total da safra 2016/2017 em caixas de 40,8 quilos para a produção de uma
tonelada suco concentrado equivalente a 66º Brix (FCOJ equivalente);
• Produção total de FCOJ equivalente na safra 2016/2017.

No período destacado as empresas associadas à CitrusBR processaram um total de 185.569.000 de caixas de laranja de 40,8 kg com rendimento industrial apurado de 286,37 caixas de laranja de 40,8 kg necessárias para produção de uma tonelada de FCOJ equivalente. Como resultado final produziram um total de 648.004 toneladas de FCOJ equivalente.

Já para todos os outros processadores paulistas não associados à CitrusBR é razoável estimar um montante total de processamento de 16,3 milhões de caixas de laranja na safra 2016/2017, assim como um rendimento industrial médio em torno de 303 caixas para produção de uma tonelada de FCOJ equivalente, em razão do que também é possível ter uma estimativa de produção aproximada a 54 mil toneladas de FCOJ equivalente. A partir desta estimativa, chega-se, portanto, a um processamento industrial no cinturão citrícola de São Paulo e Triangulo Mineiro estimado em 202 milhões de caixas de laranja de 40,8 kg.




Mercado de fruta in natura

De acordo com a última reestimativa realizada pelo Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus) em 11 de abril, a safra 2016/2017 foi finalizada em 245.310.000 caixas de 40,8 quilos em todo o cinturão citrícola de São Paulo e Triângulo Mineiro. Ao se subtrair desse total o processamento estimado de 202 milhões caixas no mesmo período, é possível mensurar o mercado interno de frutas in natura ao redor de 43 milhões de caixas de 40,8 quilos.

Rendimento industrial na safra 2016/2017

O rendimento industrial de 286,37 caixas necessárias para a produção de uma tonelada de FCOJ equivalente é 5,2% melhor do que os 302,2 caixas por tonelada de FCOJ equivalente obtido na safra 2015/2016. Abaixo quadro com o histórico de rendimento industrial.



Balanço de oferta, demanda e estoques de passagem da safra 2016/2017

A partir da estimativa de produção de 648.004 toneladas de FCOJ equivalente no cinturão citrícola de São Paulo e Triângulo Mineiro; e ainda adicionada de algum volume residual de produção oriundo dos estados do Rio Grande do Sul e Paraná (destinadas às indústrias paulistas), e equivalendo-a a uma demanda total estimada de 999.201 toneladas de FCOJ equivalente na Safra 2016/17, pode-se ainda assumir níveis baixos de estoque para a data de 30 de junho de 2017, conforme já anunciado anteriormente pela CitrusBR.


Situação de equilíbrio dos estoques mundiais de suco de laranja brasileiro durante a safra 2017/18

Mesmo com o crescimento da produção de laranja estimado pela Fundecitrus para a Safra 2017/18, a CitrusBR projeta situação de equilíbrio dos estoques mundiais de suco de laranja ao longo dos próximos 12 a 18 meses. Isso permitirá que as suas associadas e demais indústrias paulistas retomem a normalidade quanto ao abastecimento de suco de laranja aos seus clientes nos mercados mundiais.
Neste contexto, é razoável estimar que o estoque mundial de suco de laranja brasileiro em 30 de Junho de 2018 esteja em parâmetros entre 200.000 a 300.000 tons de FCOJ Equivalente, o que apenas poderá ser confirmado a partir da confirmação de algumas premissas, tais como: do volume de estoque de suco de laranja de passagem para a próxima safra, maturação dos frutos, condição da evolução do rendimento industrial (número de caixas necessárias para a produção de uma tonelada de FCOJ equivalente a 66º Brix) ao longo dos próximos três meses, bem com o desenvolvimento do consumo de laranjas in natura destinados ao mercado interno brasileiro, e demanda mundial do suco.

Estimativa de processamento industrial, rendimento industrial para a produção de suco de laranja, demanda e estoques finais de suco de laranja em 30 de junho de 2017

Com o seu compromisso de transparência, em prosseguimento ao seu programa de informações ao mercado, a próxima divulgação da CitrusBR acontecerá entre julho de 2017, tão logo seja possível finalizar a compilação confidencial referente aos estoques físicos de suco de laranja em poder de suas empresas associadas em 30 de junho de 2017. Na mesma ocasião, mediante a uma maior previsibilidade climática e consequente evolução da safra corrente, a CitrusBR divulgará dados referentes a estimativa de processamento, rendimento industrial, produção de suco de laranja da safra 2017/2018 bem como uma previsão dos estoques de passagem de suco de laranja brasileiro em 30 de junho de 2018.

IBIAPABA NETTO
Diretor-executivo