NOTÍCIAS
compartilhar este link
NOTA: CitrusBR e o Consecitrus

22/09/2017 16:11:36
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
As gigantes fazem suas apostas

09/08/2016 12:29:03
A problemática fila da Anvisa

25/07/2016 12:44:28
Vem aí o suco expresso?

19/07/2016 14:17:06
O vale dourado da Sun Pacific

11/07/2016 16:30:25
Lista PIC

21/05/2015
Greening causa perdas na China

17/04/2015 15:30:27
Heinz e Kraft anunciam fusão

26/03/2015 17:11:06
Uma doutora em defesa do suco

09/03/2015 15:48:52
Um viva para os benefícios

02/03/2015 15:03:31
Modelo Consecitrus II

04/02/2014 16:13:00
Mais verba contra o greening

03/02/2014 11:12:00
Produção em queda

10/12/2013 15:43:00
Momento de unir forças

01/11/2013 12:43:00
20/03/2017
Aplicativo ajuda na pulverização de pomares de citros

G1 - 20/03/2017 - Produtores conseguem informações mais precisas e aumentam a eficiência das aplicações. Economia de água chega a 70%.

Os aplicativos de smartphones e tablets viraram instrumentos importantes para facilitar a nossa vida. É assim na cidade e no campo. Nos pomares de frutas cítricas, um aplicativo criado pelo Fundo de Desenvolvimento da Citricultura (Fundecitrus) permite calcular com mais precisão as pulverizações.O sistema foi destaque em matéria veiculada no programa Nosso Campo do último domingo (19), na TV Tem, afiliada da Rede Globo.

O pesquisador Marcelo Scapin diz que o produtor pode cadastrar a área e ter referências para saber se o volume está adequado para o controle de uma determinada praga ou doença. 

Ele conta que a economia de água é significativa, alcançando até 70%. Neimar Favaretto, que tem 317 hectares de laranja plantados em Guaraci (SP), começou a usar o aplicativo há pouco tempo. Ele destaca que agora pode fazer uma pulverização personalizada de acordo com as características de cada área.

O engenheiro agrônomo Jonas Tadeu Barbosa Junior gerencia plantações de 10 fazendas no interior de São Paulo. São 3 mil hectares só de plantação de laranja. Para ele, os aplicativos ajudam a garantir o bom uso dos defensivos.

Para assistir ao vídeo da matéria, clique aqui.