NOTÍCIAS
compartilhar este link
NOTA: CitrusBR e o Consecitrus

22/09/2017 16:11:36
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
As gigantes fazem suas apostas

09/08/2016 12:29:03
A problemática fila da Anvisa

25/07/2016 12:44:28
Vem aí o suco expresso?

19/07/2016 14:17:06
O vale dourado da Sun Pacific

11/07/2016 16:30:25
Lista PIC

21/05/2015
Greening causa perdas na China

17/04/2015 15:30:27
Heinz e Kraft anunciam fusão

26/03/2015 17:11:06
Uma doutora em defesa do suco

09/03/2015 15:48:52
Um viva para os benefícios

02/03/2015 15:03:31
Modelo Consecitrus II

04/02/2014 16:13:00
Mais verba contra o greening

03/02/2014 11:12:00
Produção em queda

10/12/2013 15:43:00
Momento de unir forças

01/11/2013 12:43:00
06/02/2017
Pará receberá a primeira fábrica de suco de laranja

Portal Brasil - 06/02/2017 - Repasse de 16,6 mi ao empreendimento foi feito por meio do Fundo Constitucional do Norte. Unidade de produção deve gerar mil empregos indiretos na região.

A instalação de uma fábrica de suco de laranja em Capitão Poço (PA) deverá gerar cerca de cem vagas de emprego diretas, além de outras mil espalhadas pela região. A abertura da fábrica foi viabilizada pele repasse de R$ 16,6 milhões do Ministério da Integração Nacional para o empreendimento. Os recursos virão do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO), administrado pela pasta.

A empresa Citropar investirá R$ 3,2 milhões no projeto como contrapartida. Além do derivado de laranja, a fábrica produzirá também suco de limão.

"O Fundo Constitucional do Norte é um instrumento importante para ampliar a oferta de atividades econômicas que gerem emprego e renda. Nosso papel no Ministério da Integração é o de garantir que os recursos do Fundo possam chegar de maneira fácil, absolutamente acessível, àqueles empreendedores que desejam investir", afirmou o ministro Helder Barbalho.

Em 2016 foram investidos R$ 2,3 bilhões no setor produtivo da região Norte, a partir de mais de 19 mil empréstimos deste fundo. Desse total, quase R$ 643 milhões beneficiaram empreendedores do Pará.

O FNO dispõe, para o ano de 2017, de R$ 4,6 bilhões para financiar projetos nos sete estados da região Norte, um acréscimo de 36,1% em relação ao orçamento de 2016. No caso do Pará, estão previstos R$ 1,4 bilhão, o que representa um aumento de 40,6% em comparação com o último ano.

Investimentos em tecnologia

O Ministério da Integração Nacional já investiu R$ 3 milhões em um projeto voltado à hortifruticultura na região de Tapajós, com o objetivo de incentivar avanços tecnológicos nos municípios paraenses de Belterra, Mojuí dos Campos e Santarém e aumentar a rentabilidade de propriedades rurais.

O plano contempla 400 famílias de pequenos agricultores, que ganharam acesso a máquinas agrícolas e técnicas que permitem a clonagem de mudas de alto padrão genético, cultivadas in vitro. Neste ano, os produtores deverão inaugurar uma fábrica de processamento de polpas de frutas.

A iniciativa na região do Tapajós integra o programa Rotas de Integração Nacional, criado pelo Ministério para desenvolver cadeias produtivas em todo o país. O programa é conduzido pela Secretaria de Desenvolvimento Regional.