NOTÍCIAS
compartilhar este link
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
As gigantes fazem suas apostas

09/08/2016 12:29:03
A problemática fila da Anvisa

25/07/2016 12:44:28
Vem aí o suco expresso?

19/07/2016 14:17:06
O vale dourado da Sun Pacific

11/07/2016 16:30:25
Lista PIC

21/05/2015
Greening causa perdas na China

17/04/2015 15:30:27
Heinz e Kraft anunciam fusão

26/03/2015 17:11:06
Uma doutora em defesa do suco

09/03/2015 15:48:52
Um viva para os benefícios

02/03/2015 15:03:31
Modelo Consecitrus II

04/02/2014 16:13:00
Mais verba contra o greening

03/02/2014 11:12:00
Produção em queda

10/12/2013 15:43:00
Momento de unir forças

01/11/2013 12:43:00
A safra de Steger

19/08/2013 19:09:00
Informação compartilhada

09/08/2013 11:09:00
Os caminhos da citricultura

25/04/2013 13:01:00
Citricultura na TV

11/04/2013 15:11:00
Laranjas em queda

11/04/2013 14:24:00
Doenças avançam

08/04/2013 12:23:00
Novos rumos para a laranja

13/03/2013 16:02:00
Os números da safra

08/03/2013 15:47:00
O mapa dos citros na Europa

03/01/2013 11:29:00
Menos laranja na Flórida

12/12/2012 15:06:00
Europa desvendada

16/10/2012 15:29:00
29/11/2016
Produção de cítricos cai 20% na China

Freshplaza - 29/11/2016 - Com a queda na produção da laranja a tendência é o aumento no preço da fruta.

A China não conseguiu que 2016 fosse um bom ano para a produção de laranja, "O ano de 2016 foi decepcionante para a produção de laranja, pois teve uma queda de 20% em relação ao ano passado", afirmou o CEO da empresa Zhejiang Tianzi Stock, Zhuo.

O CEO acredita em várias razões para a tendência de alta nos preços da laranja, porém, dois pontos se destacam: primeiro, o preço médio da fruta que foi muito bom no ano passado. "Já neste ano o volume de produção diminuiu e deu um estímulo de reforço à tendência de aumento da fruta. Os custos de mão-de-obra e os custos de produção aumentaram, até certo ponto, isso também empurra o preço da laranja para cima", afirmou Zhuo.

A empresa chinesa possui cerca de 6.6 mil hectares de produção de citros. As laranjas produzidas nessas áreas são comercializadas 50% como marca própria em toda a China, e os outros 50% vão para mercados como Canadá, Sudeste da Ásia, Europa e outros países.