NOTÍCIAS
compartilhar este link
NOTA: CitrusBR e o Consecitrus

22/09/2017 16:11:36
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
As gigantes fazem suas apostas

09/08/2016 12:29:03
A problemática fila da Anvisa

25/07/2016 12:44:28
Vem aí o suco expresso?

19/07/2016 14:17:06
O vale dourado da Sun Pacific

11/07/2016 16:30:25
Lista PIC

21/05/2015
Greening causa perdas na China

17/04/2015 15:30:27
Heinz e Kraft anunciam fusão

26/03/2015 17:11:06
Uma doutora em defesa do suco

09/03/2015 15:48:52
Um viva para os benefícios

02/03/2015 15:03:31
Modelo Consecitrus II

04/02/2014 16:13:00
Mais verba contra o greening

03/02/2014 11:12:00
Produção em queda

10/12/2013 15:43:00
Momento de unir forças

01/11/2013 12:43:00
18/11/2016
Flórida realiza testes com mudas geneticamente modificadas

Freshplaza - 18/11/2016 - Agência de Proteção Ambiental aprovou que árvores cítricas geneticamente modificadas sejam plantadas para teste.

A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA), sigla em inglês, anunciou que aprovou para testes de campo em grande escala de árvores cítricas que foram geneticamente projetadas para resistir à doenças. A Southern Gardens será a primeira grande produtora a utilizar as novas plantas .

A empresa vem desenvolvendo as árvores há anos e o genoma foi modificado para incluir um gene de plantas de espinafre em que ela produz uma proteína capaz de tornarem as árvores cítricas um lugar não apropriado para as bactérias causadoras do greening se habitarem. 

Embora os cientistas e produtores de citrinos estejam explorando vários possíveis tratamentos para o greening, muitos acreditam que a árvore geneticamente modificada oferece as melhores chances de sucesso.

Se esse processo de teste for bom, a Southern Gardens pretende plantar em escala comercial, já que a empresa será obrigada a obter aprovação da EPA e do USDA. 

O presidente da Southern Gardens, Ricke Kress, explicou que essas novas laranjas poderiam chegar ao mercado em três anos, porém, ele acredita que entre cinco e sete anos seria um prazo mais razoável para a comercialização.