NOTÍCIAS
compartilhar este link
NOTA: CitrusBR e o Consecitrus

22/09/2017 16:11:36
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
As gigantes fazem suas apostas

09/08/2016 12:29:03
A problemática fila da Anvisa

25/07/2016 12:44:28
Vem aí o suco expresso?

19/07/2016 14:17:06
O vale dourado da Sun Pacific

11/07/2016 16:30:25
Lista PIC

21/05/2015
Greening causa perdas na China

17/04/2015 15:30:27
Heinz e Kraft anunciam fusão

26/03/2015 17:11:06
Uma doutora em defesa do suco

09/03/2015 15:48:52
Um viva para os benefícios

02/03/2015 15:03:31
Modelo Consecitrus II

04/02/2014 16:13:00
Mais verba contra o greening

03/02/2014 11:12:00
Produção em queda

10/12/2013 15:43:00
Momento de unir forças

01/11/2013 12:43:00
A safra de Steger

19/08/2013 19:09:00
Informação compartilhada

09/08/2013 11:09:00
20/09/2016
Refresco-Gerber ganha novo fôlego

CitrusBR - 20/09/2016 - Companhia britânica registra aumento de volume envasado no segundo trimestre e faz primeira aquisição fora da Europa

Depois de divulgar resultados pouco animadores em 2015, a britânica Refresco-Gerber registrou leve recuperação no segundo trimestre deste ano. A empresa apontou um aumento de 1,9% no volume total envasado, que passou de 1.672,2 milhões de litros para 1.703,3 milhões de litros. Com isso, a receita também registrou um pequeno aumento e chegou a 558,7 milhões de euros, ante 548,4 milhões de euros (US$ 625,7 milhões e US$ 614,2 milhões, respectivamente).

A margem de lucro bruto por litro, por sua vez, recuou levemente e passou de 14,2 centavos para 14 centavos de euro. O volume de outras marcas envasadas pela companhia cresceu 18,8% e respondeu por 25,2% do volume total envasado no trimestre, ante 21,6% no mesmo trimestre de 2015. Já o volume envasado de marcas próprias do varejo diminuiu 2,8%.

Segundo o CEO da companhia, Hans Roelofs, as condições climáticas desfavoráveis, na Europa e a crescente pressão sobre o mercado de marcas próprias das redes criaram um desafio para a Refresco, de aumentar o volume envasado enquanto mantinha as margens em um patamar sustentável.

Com a retomada em terras europeias, a companhia já mira outros mercados fora do continente, com a aquisição da norte-americana Whitlock Packaging, anunciada em julho. “É o nosso primeiro passo fora da Europa e o início da criação de uma segunda plataforma de crescimento com valor, criando oportunidades similares as que temos na Europa”, afirmou.