NOTÍCIAS
compartilhar este link
NOTA: CitrusBR e o Consecitrus

22/09/2017 16:11:36
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
As gigantes fazem suas apostas

09/08/2016 12:29:03
A problemática fila da Anvisa

25/07/2016 12:44:28
Vem aí o suco expresso?

19/07/2016 14:17:06
O vale dourado da Sun Pacific

11/07/2016 16:30:25
Lista PIC

21/05/2015
Greening causa perdas na China

17/04/2015 15:30:27
Heinz e Kraft anunciam fusão

26/03/2015 17:11:06
Uma doutora em defesa do suco

09/03/2015 15:48:52
Um viva para os benefícios

02/03/2015 15:03:31
11/04/2016
Safra 2015/2016 terá 300,65 mi de caixas

Fundecitrus - 11/04/2016 - Volume da nova reestimativa é 7,76% superior ao que foi previsto no início da temporada

A safra 2015/2016 de laranja do principal parque citrícola do Brasil que contempla 323 municípios 
de São Paulo e 26 de Minas Gerais foi de 300,65 milhões de caixas de 40,8 quilos, segundo o Fundecitrus 
- Fundo de Defesa da Citricultura, entidade mantida por citricultores e indústrias de suco.

O número representa um aumento de 7,76% em relação à estimativa inicial feita pelo próprio Fundecitrus, em maio de 2015, no início da safra. Da produção estimada, cerca de 17,48 milhões de caixas foram produzidas no Triângulo Mineiro.

Entre as principais variedades de laranja produzidas no parque citrícola, o maior aumento foi nas variedades tardias. A safra de Valência e a Folha Murcha foi 6,12% maior do que o previsto inicialmente e a de Natal 5,31%. 

Já as precoces Hamlin, Westin e Rubi tiveram um aumento de 0,72%. Isso se deve ao grande volume de chuvas entre dezembro e janeiro, que teve influência no tamanho dos frutos. Os dados apurados mostraram que os frutos estão mais pesados e, consequentemente, uma caixa é composta com 19 frutos a menos do que na projeção inicial (226 frutos/caixa em abril/16 contra 245 frutos/caixa em maio/15).

De acordo com o levantamento feito pelo Fundecitrus, nesta safra foram colhidas 105,92 milhões de caixas das variedades Valência e Valência Folha Murcha, 82,31 milhões de caixas de Pera Rio; 58,86 milhões de caixas das variedades Hamlin, Westin e Rubi; 38,90 milhões de caixas de Natal e 14,66 milhões de caixas das variedades Valência Americana, Valência Argentina, Seleta e Pineapple.

A taxa de queda dos frutos na safra 2015/2016 foi de 17,49% e ficou dentro da média histórica dos últimos dez anos. O trabalho de estimativa e acompanhamento de safra é feito pelo Fundecitrus, em parceria com a Markestrat, a Faculdade de Economia e Administração da USP de Ribeirão Preto (FEA-RP/USP) e o Departamento de Estatística da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias da Unesp de Jaboticabal (FCAV/Unesp). A estimativa da safra de laranja 2016/2017 será divulgada em 
10 de maio.

Clique aqui para obter o relatório sobre o fechamento de safra.