NOTÍCIAS
compartilhar este link
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
As gigantes fazem suas apostas

09/08/2016 12:29:03
A problemática fila da Anvisa

25/07/2016 12:44:28
Vem aí o suco expresso?

19/07/2016 14:17:06
O vale dourado da Sun Pacific

11/07/2016 16:30:25
Lista PIC

21/05/2015
Greening causa perdas na China

17/04/2015 15:30:27
Heinz e Kraft anunciam fusão

26/03/2015 17:11:06
Uma doutora em defesa do suco

09/03/2015 15:48:52
Um viva para os benefícios

02/03/2015 15:03:31
Modelo Consecitrus II

04/02/2014 16:13:00
Mais verba contra o greening

03/02/2014 11:12:00
Produção em queda

10/12/2013 15:43:00
Momento de unir forças

01/11/2013 12:43:00
A safra de Steger

19/08/2013 19:09:00
Informação compartilhada

09/08/2013 11:09:00
Os caminhos da citricultura

25/04/2013 13:01:00
Citricultura na TV

11/04/2013 15:11:00
Laranjas em queda

11/04/2013 14:24:00
Doenças avançam

08/04/2013 12:23:00
Novos rumos para a laranja

13/03/2013 16:02:00
Os números da safra

08/03/2013 15:47:00
O mapa dos citros na Europa

03/01/2013 11:29:00
Menos laranja na Flórida

12/12/2012 15:06:00
08/07/2015
Flórida destina US$ 1 mi para estudo sobre greening

Freshplaza.com - 08/06/2015 - Projeto da Universidade daquele estado pode ser uma alternativa para combater a doença

Uma pesquisa da Universidade da Flórida que busca encontrar soluções para o combate ao greening, recebeu do governo daquele estado o sinal verde que significa um aporte de US$ 1 milhão. O estudo, que pode ser uma luz no fim do túnel em meio às perdas causadas pela doença nos pomares, busca modificar o genoma das plantas e torná-las resistentes à doença.

Nian Wang, pesquisador do Instituto de Alimentos e Ciências Agrárias da Universidade da Flórida e responsável pelo projeto, está trabalhando com uma equipe para desenvolver um produto à base de microbial, que combinado com indutores de defesa da planta e bactérias benéficas, possam ser a cura para o greening.

Wang, um professor de ciência da microbiologia e investigação celular no Centro de Educação de Citrus da Universidade da Flórida, também irá trabalhar na criação de árvores resistentes ao greening através da utilização de uma tecnologia de engenharia de genoma segmentado. O laboratório de Wang é o primeiro a modificar com sucesso o genoma de citros utilizando esta tecnologia. Ela será usada para criar plantas resistentes, localizando dentro das plantas os genes que são ativados pelo greening.  Após a identificação desses genes, deverá ser feita a modificação ou extração deles, par que as plantas desenvolvam um sistema de autodefesa contra a doença.