NOTÍCIAS
compartilhar este link
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
As gigantes fazem suas apostas

09/08/2016 12:29:03
A problemática fila da Anvisa

25/07/2016 12:44:28
Vem aí o suco expresso?

19/07/2016 14:17:06
O vale dourado da Sun Pacific

11/07/2016 16:30:25
Lista PIC

21/05/2015
Greening causa perdas na China

17/04/2015 15:30:27
Heinz e Kraft anunciam fusão

26/03/2015 17:11:06
Uma doutora em defesa do suco

09/03/2015 15:48:52
Um viva para os benefícios

02/03/2015 15:03:31
Modelo Consecitrus II

04/02/2014 16:13:00
Mais verba contra o greening

03/02/2014 11:12:00
Produção em queda

10/12/2013 15:43:00
Momento de unir forças

01/11/2013 12:43:00
A safra de Steger

19/08/2013 19:09:00
Informação compartilhada

09/08/2013 11:09:00
Os caminhos da citricultura

25/04/2013 13:01:00
Citricultura na TV

11/04/2013 15:11:00
Laranjas em queda

11/04/2013 14:24:00
Doenças avançam

08/04/2013 12:23:00
Novos rumos para a laranja

13/03/2013 16:02:00
Os números da safra

08/03/2013 15:47:00
O mapa dos citros na Europa

03/01/2013 11:29:00
Menos laranja na Flórida

12/12/2012 15:06:00
Europa desvendada

16/10/2012 15:29:00
26/01/2015
Parceria entre PepsiCo e Sodastream em fase de teste

Agranet.com - 26/01/2015 - Empresas firmaram acordo para fornecerem cápsulas de bebidas carbonatadas para máquinas domésticas

Mais um capítulo na batalha entre a Sodastream e a Coca -Cola pela liderança do mercado de bebidas carbonatadas domésticas ganha destaque no mercado. Isso porque a Sodastream assinou recentemente um acordo com a PepsiCo para testar seus produtos no varejo da Flórida. Os testes serão feitos durante 10 semanas e começaram em Orlando e Tampa.

A Sodastream já assinou acordos com a Ocean Spray, Cott e Sunny Delight para fornecer concentrados para os seus sistemas de carbonatação doméstica, e também está oferecendo aos clientes as cápsulas concentradas com rótulos privados, enquanto a Coca -Cola não está se oferecendo para compartilhar seu sistema de bebidas doméstico Keurig, a ser lançado neste ano, com todas as outras marcas de bebidas.

O efeito do anúncio dos testes das novas bebidas junto aos consumidores foi imediato: as ações da Sodastream saltaram 15%, de acordo com a Forbes, depois de caírem bruscamente quando a empresa emitiu um aviso de vendas e lucros recentemente.

O ressurgimento da Sodastream como uma marca doméstica acontece em um momento em que as principais empresas de refrigerantes estão lutando contra a queda nas vendas nos mercados desenvolvidos, e contra a proibição de seus produtos nas escolas e em outros lugares, devido às crescentes preocupações com a obesidade relacionados com as suas bebidas açucaradas e de alto teor calórico.

Diante desse cenário, o surgimento de uma nova geração de sistemas domésticos de bebidas pode ter o mesmo efeito sobre os refrigerantes que o lançamento das máquinas de café Nespresso e da Keurig tiveram sobre o setor cafeeiro.

Se a Sodastream fizer um acordo com a Pepsi, o mercado assistirá a uma briga de titãs entre os dois gigantes mundiais de bebidas. Na opinião de analistas, se a PepsiCo quer entrar nesse mercado, ela deve fazê-lo por meio de um acordo com a Sodastream, já que a companhia não possui uma máquina própria com a qual competir contra a Coca-Cola. Tal acordo também daria à Sodastream um poderoso incremento ao seu portfólio de bebidas.

Dito isto, o mercado para essas máquinas ainda é muito pequeno - cerca de um milhão de unidades, de acordo com a Forbes. Na Europa, a França adotou o conceito Sodastream com entusiasmo, mas em todo o mundo , os volumes envolvidos são insignificantes para uma empresa como a PepsiCo. Ainda assim, este seria um investimento de baixo custo e de baixo risco para Pepsico testar o mercado e ver se vale a pena persistir. Por ora, a Sodastream precisa mais da PepsiCo do que a PepsiCo precisa da Sodastream.