NOTÍCIAS
compartilhar este link
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
As gigantes fazem suas apostas

09/08/2016 12:29:03
A problemática fila da Anvisa

25/07/2016 12:44:28
Vem aí o suco expresso?

19/07/2016 14:17:06
O vale dourado da Sun Pacific

11/07/2016 16:30:25
Lista PIC

21/05/2015
Greening causa perdas na China

17/04/2015 15:30:27
Heinz e Kraft anunciam fusão

26/03/2015 17:11:06
Uma doutora em defesa do suco

09/03/2015 15:48:52
Um viva para os benefícios

02/03/2015 15:03:31
Modelo Consecitrus II

04/02/2014 16:13:00
Mais verba contra o greening

03/02/2014 11:12:00
Produção em queda

10/12/2013 15:43:00
Momento de unir forças

01/11/2013 12:43:00
A safra de Steger

19/08/2013 19:09:00
Informação compartilhada

09/08/2013 11:09:00
Os caminhos da citricultura

25/04/2013 13:01:00
Citricultura na TV

11/04/2013 15:11:00
Laranjas em queda

11/04/2013 14:24:00
Doenças avançam

08/04/2013 12:23:00
Novos rumos para a laranja

13/03/2013 16:02:00
Os números da safra

08/03/2013 15:47:00
O mapa dos citros na Europa

03/01/2013 11:29:00
Menos laranja na Flórida

12/12/2012 15:06:00
Europa desvendada

16/10/2012 15:29:00
19/02/2014
Coca-Cola vai cortar mais US$ 1 bi em custos

Folha de S. Paulo / Financial Times - 19/02/14 - Ação se deve a queda de lucro da companhia

A Coca-Cola anunciou que cortará US$ 1 bilhão em custos até 2016, ao divulgar uma queda de 8,4% em seu lucro no quarto trimestre do ano passado. O faturamento da maior fabricante mundial de bebidas foi prejudicado no período pela cisão de suas operações de engarrafamento nas Filipinas e no Brasil e pela desaceleração no crescimento de suas vendas. "O ano passado foi marcado por desafios em mercados de todo o mundo", disse Muhtar Kent, presidente-executivo da Coca-Cola.

A demanda está lenta nas economias emergentes, entre as quais China, Índia e México, e no sul da Europa. A Coca-Cola também está enfrentando um período fraco nos EUA, seu maior mercado, porque os consumidores americanos estão bebendo menos refrigerantes devido a preocupações de saúde.


O volume mundial de vendas da Coca-Cola cresceu 2% no ano passado, ante os 4% de 2012, ritmo inferior ao esperado pela companhia.


O corte deve ocorrer nos gastos com dados, tecnologia da informação e seu sistema de cadeia de suprimento, e pela reformulação de sua estratégia de marketing.
No começo do mês, a companhia anunciou parceria com a Green Mountain Coffee Roasters para colocar à venda bebidas em uma máquina caseira de refrigerantes que chegará ao mercado ainda neste ano.